quinta-feira, 29 de setembro de 2016

A CORRUPÇÃO - PADRE ANTÔNIO VIEIRA

"Sermão de Santo Antônio", proferido na cidade de São Luiz do Maranhão, em 1654, pelo jesuíta Padre Antônio Vieira,: "Vós, diz Cristo, Senhor nosso, falando com os pregadores, sois o sal da terra: e chama-lhes sal da terra porque quer que façam na terra o que faz o sal. O efeito do sal é impedir a corrupção; mas quando a terra se vê tão corrupta como está a nossa, havendo tantos nela que têm ofício de sal, qual será, ou qual pode ser a causa desta corrupção? Ou é porque o sal não salga, ou porque a terra se não deixa salgar. Ou é porque o sal não salga, e os pregadores não pregam a verdadeira doutrina; ou porque a terra se não deixa salgar e os ouvintes, sendo verdadeira a doutrina que lhes dão, a não querem receber. Ou é porque o sal não salga, e os pregadores dizem uma coisa e fazem outra; ou porque a terra se não deixa salgar, e os ouvintes querem antes imitar o que eles fazem, que fazer o que dizem. Ou é porque o sal não salga, e os pregadores se pregam a si e não a Cristo; ou porque a terra se não deixa salgar, e os ouvintes, em vez de servir a Cristo, servem a seus apetites. Não é tudo isto verdade? Ainda mal!"
temp_titleBanner_Eleies_2016_Bispos_23092016183515

SALMO 140

Eu disse ao Senhor: Tu és o meu Deus; ouve a voz das minhas súplicas, ó Senhor.
Ó Deus o Senhor, fortaleza da minha salvação, tu cobriste a minha cabeça no dia da batalha.
Não concedas, ó Senhor, ao ímpio os seus desejos; não promovas o seu mau propósito, para que não se exalte. (Selá.)
Quanto à cabeça dos que me cercam, cubra-os a maldade dos seus lábios.
Caiam sobre eles brasas vivas; sejam lançados no fogo, em covas profundas, para que se não tornem a levantar.
Não terá firmeza na terra o homem de má língua; o mal perseguirá o homem violento até que seja desterrado.
Sei que o Senhor sustentará a causa do oprimido, e o direito do necessitado.
Assim os justos louvarão o teu nome; os retos habitarão na tua presença.
Salmos 140:6-13


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

RELATÓRIO DO PREFEITO GRACILIANO RAMOS

CLIQUE AQUI

O prefeito Graciliano Ramos e seus relatórios de gestão

O prefeito Graciliano Ramos e seus relatórios de gestão: Um comerciante que é eleito com velhas práticas, adota políticas administrativas inovadoras, chama a atenção pela qualidade literária de suas prestações de contas e acaba desistindo do cargo. Se tornaria, tempos depois, um dos maiores escritores brasileiros

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Mas a vida anda louca
As pessoas andam tristes
Meus amigos são amigos de ninguém

Sabe o que eu mais quero agora, (…)?
Morar no interior do meu interior
Pra entender porque se agridem
Se empurram pro abismo
Se debatem, se combatem sem saber Mas a vida anda louca
As pessoas andam tristes
Meus amigos são amigos de ninguém

Sabe o que eu mais quero agora, (...)?
Morar no interior do meu interior
Pra entender porque se agridem
Se empurram pro abismo
Se debatem, se combatem sem saber
Vander Lee

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

REFLEXÃO

Conta-se que Alexandre Magno verteu, em testamento, três desejos cujo sentido, à partida, parecia quase indecifrável.
O primeiro era que fossem os melhores médicos a carregar o seu caixão.
O segundo era que, durante o cortejo, se espalhasse pelo chão toda a riqueza que ele acumulou.
E o terceiro era que as suas mãos pudessem baloiçar fora da urna.
Perante a surpresa dos circunstantes, Alexandre deu a explicação para cada um dos pedidos:
1) que os médicos entendam que não têm qualquer poder sobre a morte;
2) que os homens percebam que os bens acumulados neste mundo no mundo permanecerão quando partirmos;
e 3) que faz bem pensar que nascemos de mãos vazias e com as mãos vazias havemos de partir!
. "A raiva é uma loucura momentânea; então, ou você controla essa paixão ou será por ela controlado."
Homero
. "Obsequium amicos, veritas odium parit."
A condescendência gera amigos, a verdade o ódio.

Terêncio